top of page

As vezes precisamos organizar a bagunça que está dentro da gente.

Todos precisamos aprender a tirar um tempo para cuidar da mente e curar o próprio coração.

Para ressignificar o passado, perdoar quem não agiu como queríamos, abandonar as cobranças absurdas sobre o próprio desempenho, entender que o nosso passado não foi perfeito, mas que nos trouxe lições preciosas ao nosso crescimento e pouco a pouco ir cicatrizando por dentro.


Porque quem quer ser feliz de verdade precisa saber que viver é passar por alguns tombos e arranhões emocionais. Ninguém pode sentir a vida intensamente construindo uma bolha ao redor de si para nunca ser ferido. Viver é se expor e se expor é correr o risco de se machucar às vezes.

O segredo é saber que temos no amor-próprio a nossa própria cura, e que cada ferida que cicatrizamos é um machucado que nos prevenimos de ter novamente.

Nossas marcas ocultam por trás delas os mestres de ontem. Usar isso com sabedoria é o grande remédio para a alma e para a mente.


Ninguém merece viver machucado procurando externamente uma cura que só existe em si mesmo, e acumulando mais feridas. Haverá aqueles que irão ajudar, mas nunca quem irá fazer o trabalho que é parte da nossa responsabilidade emocional. Cuidar de nós mesmos é algo que só nós podemos realmente fazer.


Às vezes tudo que a gente precisa é de um tempo.

Ter uma pausa, fazer um café, diminuir as expectativas, baixar as cobranças, se perdoar pelo passado, parar de investir em algumas pessoas, lembrar mais de experiências boas, agradecer pelo que temos, sorrir por bobagens, ver alguns filmes, ler bons livros, traçar novos planos e assim organizar os pensamentos.


Cuidar da nossa casa interna e da saúde de nossa alma sempre será o ato mais curativo que podemos fazer por nós.

(Alexandro Gruber) @alexandro_gruber

Imagem: Ilustra Belly




fonte:






103 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


apoie_edited.jpg
bottom of page